Memória RAM: o que é e qual sua função?

Compartilhe

O que é memória RAM? Para o que ela serve? Qual sua função? Essas são perguntas bem comuns para quem nunca ouviu falar desse componente presente nos computadores e celulares.

Se você tem essas dúvidas, confira a matéria a seguir para saber o que é a memória RAM e o que ela faz.

o que é Memória RAM?

A memória RAM é um tipo de tecnologia que possibilita o acesso aos arquivos guardados no computador. Diferente da memória do HD, a RAM não armazena arquivos permanentemente. É responsável, no entanto, pela leitura dos conteúdos quando requeridos. Isto é, de maneira não-sequencial, está ai o porquê da nomenclatura em inglês de Random Access Memory (Memória de Acesso Aleatório).

o que é memória ram

Para tornar a lógica por trás da função da memória RAM mais simples, pode-se fazer uma analogia com uma mesa de estudos, onde se reúne todo o material necessário para fazer os deveres de casa: como canetas, lápis, caderno e livros. Os materiais seriam os arquivos e a memória RAM, a mesa, em que tudo se reúne e o trabalho é realizado.

Sendo assim, a memória RAM pode ser entendida como um espaço temporário de trabalho, pois, após a tarefa ser realizada, os arquivos (material de estudos) são retirados da memória (mesa) e mantidos no HD (armário).

Como funciona

Assim como a mesa, quanto maior a memória RAM, maior sua capacidade de trabalho. Mas a capacidade da mesa é medida em área. Quanto maior for o espaço da mesa, mais livros cabem e o trabalho é feito mais rápido. Já a capacidade da memória RAM, mede-se pelo fluxo de bits suportados nas operações.
Ou seja, para se acessar uma grande quantidade de memória  no HD de uma só vez, como muitos programas atuais exigem, é necessário uma grande quantidade de memória RAM. São estes, logo, os megabites ou gigabites que aparecem nas configurações.

A memória RAM é um chip parecido com um micro-processador, formado por milhões de transistores e capacitores. O capacitor é um componente capaz de armazenar elétrons. Quando ele está carregado, o sistema faz uma leitura com base no famoso código binário de “zeros e uns”. Cada leitura em zero ou um expressa um bit de informação. Essa leitura é feita de forma muito rápida, são muitas em poucos milésimos de segundos. É assim que a memória RAM processa todas as ações executadas pelo usuário.

Largura e velocidade do barramento

Outras características que influenciam na capacidade de processamento da memória RAM são a velocidade e a largura do barramento, que é um conjunto de “fios” responsáveis pela conexão da memória com os outros componentes.

A largura nos diz a quantidade de bits que podem ser enviados a CPU ao mesmo tempo. A velocidade é o número de vezes que esse grupo de bits pode ser enviado a cada segundo.

A memória se comunica com a CPU, trocando dados, e completa o que se chamada de ciclo de barramento. É esse período que apresenta a performance da memória que, pode ser de 100MHz e 32bits, por exemplo. Isto significa que tal memória é capaz de enviar 32bits de dados ao processador 100 milhões de vezes por segundo. No entanto, existe um efeito chamado latência, que atrasa a taxa de transferência de dados de forma significativa quando se envia o primeiro bit.

Ao comprar uma memória, deve-se prestar atenção a essa questão da taxa de transferência. De nada vale a memória  ter uma frequência alta e a frequência do sistema ser menor, porque a taxa do sistema vai limitar a da memória RAM. Portanto, para um sistema que rode a 100MHz e 32bits, compre uma memória com os mesmos aspectos.

o que é memória ram

Isso acontece porque o CPU não dá conta de processar os dados na mesma velocidade que estes são enviados. Fato que explica a presença de memória nos processadores mais modernos, a memória Cache, a qual armazena os dados mais acessados, encurtando o processo e acelerando a leitura dos dados.

Desempenho

Muitos sistemas não têm a memória necessária para executar certos aplicativos, jogos e programas. Pode-se dizer que uma das causas para isso é a baixa quantidade de memória RAM. O número de informações que o programa exige que sejam acessadas simultaneamente do HD não é suportada pela configuração e o sistema fica lento.

Vale ressaltar, no entanto, que há muitos outros fatores que podem implicar nessa velocidade, dentre eles a velocidade do processador e da placa de vídeo, os quais possuem suas próprias memórias também.

DRAM

Existem dois tipos básicos de memórias RAM. O mais comum e barato deles é a memória dinâmica de acesso aleatório ou DRAM. Nesse tipo, um transistor e um capacitor se unem para compor uma célula de memória, que é responsável por um bit de dados. Ao passo que o capacitor preserva o bit de informação, o transistor atua como um controle, que possibilita o chip ler o capacitor ou mudar seu estado.
A DRAM geralmente é uma memória mais lenta, porque passa por um processo de refrescamento dos dados, o que leva tempo e deixa a memória lenta.

SRAM

O segundo tipo é o SRAM ou, memória estática de acesso aleatório. Essa tem um circuito em um formato conhecido como Flip-flop, que contém quarto ou seis transistores e fios. A vantagem desse tipo é que não há necessidade de ser refrescada. Sendo assim, é mais rápida que o primeiro tipo.

Entretanto, ocupa também bem mais espaço em um chip que uma célula de memória dinâmica. O que ocasiona em uma menor quantidade de memória que se pode ter por chip, tornando a SRAM um componente bem mais caro.

Dual Channel

o que é memória ram

As memórias têm melhorado muito e ganhado cada vez mais funcionalidades para aplicarem suas capacidades e o Dual Channel é uma delas.

A característica torna possível ao chipset ou ao processador de se comunicarem com duas vias de memória simultaneamente. O que resulta no fornecimento do dobro de largura de dados do barramento.

DDR

A DDR ou, Double Data Rate (taxa dupla de transferência) é mais item da lista dos aprimoramentos na engenharia das memórias RAM. Essa funcionalidade possibilita a transferência de dois dados simultaneamente.

Módulos de memória

Mais um tópico importante nas memórias RAM, ao qual se deve prestar atenção, especialmente se for adquirir novas, é o seu módulo. Isto é, o formato dos conectores da placa de memória. Isso acontece porque as placas-mães devem ter compatibilidade com o conector na memória.

O modelos para desktops que se tornaram mais populares são: o DIMM, dual in-line memory module; o RIMM, Rambus in-line memory module e o o SIMM, single in-line memory module.

Já o modelo SODIMM serve para notebooks. Essas são memórias que se diferenciam essencialmente nos modos como organizam os pinos nos conectores e transmitem os dados.

Compartilhe

Posts recentes

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.